Jackpot Fishing

Jackpot Fishing - Copel (CLPE6) recebe aval para investir em melhorias; Justiça suspende ordem de depósito judicial de R$ 10 bi por Vale (VALE3) e BHP e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta quarta-feira (24)

Felipe Moreira

Publicidade

O radar corporativo desta quarta-feira (24) traz a Copel (CLPE6), que recebeu aval para melhorias e reforços de R$ 204,6 milhões em ativos de transmissão.

A varejista Alpargatas (ALPA4) e PRIO (PRIO) tiveram mudanças acionárias.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O Conselho de Administração da Unidas aprovou 1ª Emissão de Notas Comerciais Escriturais, em Série Única, no valor de R$ 600 milhões.

A Enauta (ENAT3) encontrou óleo em nova acumulação na área do Sistema Definitivo de Atlanta.

A Even (EVEN3) e a Melnick (MELK3) elegeram novos CEOs.

Continua depois da publicidade

A São Carlos (SCAR3) vendeu imóvel em Cascavel, Estado Paraná, por R$ 13,1 milhões.

Já um desembargador do Tribunal Regional Federal da 6ª Região suspendeu a determinação para que Vale (VALE3) e BHP fizessem um depósito judicial de um total de R$ 10,3 bilhões, disse o Valor Econômico.

Confira mais destaques:

Copel (CPLE6)

A Copel (CLPE6) anunciou recebeu aval para um investimento potencial de R$ 204,6 milhões para implantar melhorias e reforços em seus ativos de transmissão, segundo comunicado publicado no Diário Oficial da União (DOU).

A empresa recebeu autorização para que sua subsidiária, a Copel GeT, realize melhorias em suas instalações de transmissão. Além disso, a Costa Oeste Transmissora de Energia, também subsidiária da empresa de energia, obteve autorização para realizar reforços na subestação 230 kV Umuarama Sul, localizada no Estado do Paraná.

As resoluções mencionadas representam um investimento potencial de R$ 204,6 milhões e um aumento da Receita Anual Permitida na ordem de R$ 32,6 milhões após a entrada em operação dos equipamentos, os quais tem o prazo de até 36 meses para serem instalados.

Este ano, a Copel vai trabalhar no detalhamento dos projetos e contratação de empresas para execução a partir de 2024.

Vale (VALE3)

Um desembargador do Tribunal Regional Federal da 6ª Região suspendeu a determinação para que Vale e BHP fizessem um depósito judicial de um total de R$ 10,3 bilhões, disse o Valor Econômico.

Procuradas, Vale e BHP não comentaram.

Em março, a Justiça Federal em Belo Horizonte decidiu pelo depósito, em processo relacionado com o rompimento de barragem em Mariana (MG) em 2015.

Unidas

O Conselho de Administração da Unidas aprovou 1ª Emissão de Notas Comerciais Escriturais, em Série Única, no valor de R$ 600 milhões.

As Notas Comerciais Escriturais terão prazo de vigência de 02 anos, contados a partir da Data de Emissão, com vencimento, portanto em 24 de maio de 2025.

Os recursos líquidos captados por meio da Oferta serão utilizados para reforço de caixa e capital de giro da empresa.

Alpargatas (ALPA4)

A Dynamo informou que o conjunto de veículos geridos discricionariamente por ela passou a deter 53.006.945 ações preferenciais, representativas de 15,43% do total de ações preferenciais de emissão da Alpargatas, passando o conjunto de veículos a deter diretamente 43.006.945 ações preferenciais e instrumentos derivativos de liquidação física correspondentes a 10.000.000 ações preferenciais. Os veículos são detentores, ainda, de 6.798.368 ações preferenciais da Companhia em empréstimos doadores.

Os fundos geridos pela Dynamo também possuem 542.900 ações ordinárias de emissão da Alpargatas.

PRIO (PRIO3)

A PRIO (PRIO3) comunicou que a Lormont Participações passou a deter 31,585 milhões de ações de emissão da petrolífera, que representam 3,56% do capital total da empresa.

Blau Farmacêutica (BLAU3)

A Blau Farmacêutica informou que tornou-se definitiva a decisão do Cade (Conselho Administrativo de Defesa
Econômica) acerca da aquisição de 100% do capital social do Laboratório Químico Farmacêutico Bergamo após o decurso do prazo de 15 dias contados da publicação do Despacho da Superintendência Geral no Diário Oficial da União, que ocorreu em 04 de maio de 2023, nos termos da legislação aplicável.

Com isso, a condição precedente relativa à aprovação do Cade foi obtida.

A Companhia estima o prazo de até o final do segundo trimestre para a consumação da transação, de acordo com o cumprimento das demais condições precedentes.

Enauta (ENAT3)

A Enauta (ENAT3) confirmou a ocorrência de óleo em novo intervalo denominado acumulação Atlanta NE, na área em implantação do Sistema Definitivo (SD) do Campo de Atlanta.

Segundo estimativas da petrolífera, os recursos in place da acumulação excedem 230 milhões de barris de óleo.

A Enauta disse que realizará estudos complementares para a definição do potencial técnico-econômico, integração ao desenvolvimento de Atlanta e a inclusão da acumulação aos 158,9 milhões de barris de óleo (Reserva 2P) de reservas certificadas, conforme relatório de 31 de dezembro de 2022 da Gaffney, Cline and Associates.

Novo membro do Conselho

O Conselho de Administração da Enauta Participações elegeu Mateus Tessler, como membro independente do Conselho de Administração, com mandato até a Assembleia Geral Ordinária de 2024, em substituição a Pedro Medeiros, que assumiu o cargo de Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da empresa.

Mateus Tessler é advogado, formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com especialização em finanças pelo INSPER. Mateus é sócio gestor dos fundos da Jive Investments. Possui experiência em áreas de fusões, aquisições e consultoria em finanças corporativas na Deloitte, e Private Equity e Venture Capital como gestor de recursos na Invest Tech e DLM Invista.

Even (EVEN3)

A Even (EVEN3) informou que, em reunião realizada nesta terça-feira, o Conselho de Administração indicou  Leandro Melnick para a posição de Presidente do Conselho de Administração da Companhia e Rodrigo Geraldi Arruy para a posição de Vice-Presidente do Conselho de Administração.

Na mesma reunião, o Conselho de Administração elegeu como novo Diretor Presidente da construtora com mandato até 23.05.2025, Márcio Botana Moraes.

Márcio é graduado em engenharia civil pela Universidade de Mogi das Cruzes em 1982 e atua há mais de 40 anos no setor de incorporação e construção como (i) fundador do Grupo RFM formado por empresas que atuam no ramo da incorporação imobiliária e construção civil; (ii) acionista e membro do Conselho de Administração do Taxai Resorts hotel da cadeia Relais Chateaux; (iii) fundador e membro do Conselho de Administração da NOS Innovators, startup de inovação responsável pela
gestão do Hub InovaBra – Bradesco; (iv) fundador e diretor do Instituto Companheiros do Txai do terceiro setor, e (v) fundador e membro do comitê de tecnologia do Sinduscon – SP.

Melnick (MELK3)

A Melnick (MELK3) informou que Leandro Melnick será o novo CEO da companhia, cargo então ocupado por Juliano Melnick.

“Leandro iniciou sua atuação na Melnick em 1996, tendo exercido a função de Diretor Presidente da Companhia entre 2010 e 2019, período no qual iniciou a consolidação da Companhia como líder no segmento imobiliário na região sul do Brasil”, apontou a companhia.

São Carlos (SCAR3)

A São Carlos (SCAR3) celebrou Escritura Pública de Compra e Venda, através da qual alienou a loja de rua localizada na cidade de Cascavel, Estado do Paraná, pelo valor total de R$ 13,1 milhões, integralmente recebidos nesta terça-feira.

O Imóvel possuí 3.307 m2 de área bruta locável (ABL) e está 100% locados para as Lojas Pernambucanas. A loja de rua está localizada na Av. Brasil, 6.168, Centro – Cascavel/PR.

O valor da venda foi 29,9% superior ao valor de aquisição, realizada em outubro de 2021. O cap rate da venda foi de 6,3%, considerando a receita de locação dos contratos vigentes.

Com esta transação, o portfólio da São Carlos passa a ter 108 imóveis, com ABL própria de 475,7 mil m2 e valor de mercado avaliado em R$ 5,2 bilhões.

Cemig (CMIG4)

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou um reajuste de até 15,55% nas contas de luz de clientes da Cemig (CMIG4), a maior distribuidora de energia do Brasil e da América Latina, que atende a 9,1 milhões de unidades consumidoras em 774 cidades de Minas Gerais.

Cada unidade consumidora pode atender a várias pessoas ou um comércio ou empresa, e a nova tarifa é maior do que a proposta pela própria agência em março. Os novos valores já foram aprovados pela Aneel nesta terça-feira (23) e começam a valer já no domingo (28).

O reajuste médio será de 13,27% (8,94% para a alta tensão e 15,55% para a baixa). Para os consumidores residenciais, a alta nas contas de luz será de 14,91%. A proposta feita pela Aneel em março era de um reajuste médio de 10,00% (e de 11,98% para os consumidores residenciais).

Jackpot Fishing Mapa do site