Jackpot Fishing

Jackpot Fishing - Interesse dos bancos por criptomoedas esfriou, diz regulador dos EUA

O chefe interino do OCC falou que os problemas recentes mostraram que a indústria cripto tem práticas de gestão de risco fracas

CoinDesk

Chefe interino da OCC, Michael Hsu (Jesse Hamilton/CoinDesk)

Publicidade

O interesse dos bancos dos Estados Unidos pelas criptomoedas esfriou após o colapso do ecossistema Terra (LUNA) no início do ano e a falência da exchange FTX no mês passado, disse Michael Hsu, chefe interino do Office of the Comptroller of the Currency (OCC), agência que supervisiona os bancos norte-americanos.

“No geral, posso dizer – e isso será óbvio – que havia mais interesse antes do Terra/LUNA” e da FTX, falou Hsu. Na quinta-feira (8), a OCC divulgou seu relatório de “Perspectiva Semestral de Risco”, que destacou os riscos das criptomoedas.

O documento incluiu uma nova seção sobre ativos digitais como um “tópico especial em riscos emergentes” e criticou o setor, dizendo que “falta maturidade” em suas práticas de gerenciamento de risco.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

“A maioria dos participantes do mercado cripto parecia despreparada para as tensões e surpresas que ocorreram neste ano, resultando em perdas substanciais para milhões de consumidores”, observou o relatório, que é emitido duas vezes por ano para sinalizar riscos para o setor bancário nos EUA.

De acordo com a orientação do OCC, os bancos nacionais supervisionados pela agência – a grande maioria dos credores importantes dos EUA – não podem mergulhar em novos negócios cripto sem obter o aval da agência.

Até agora, a maior parte da atividade de cripto nos bancos se concentrou em manter ativos digitais para os clientes, embora algumas empresas de Wall Street tenham experimentado stablecoins e desenvolvido projetos em blockchain.

Continua depois da publicidade

Os eventos deste ano – culminando recentemente com o colapso da FTX, que já foi uma das gigantes do segmento – “revelaram que as práticas de gestão de risco da indústria cripto são fracas, que as stablecoins podem não ser estáveis ​​e que o risco de contágio dentro desse mercado é alto”, disse Hsu, que tem criticado constantemente o setor. Tudo isso, disse ele, “explica algumas das posturas dos bancos em relação às criptomoedas”.

Leia mais:

As senadoras americanas Elizabeth Warren e Tina Smith enviaram cartas aos reguladores bancários nesta semana pedindo respostas sobre o envolvimento dos bancos com criptoativos.

“Embora o sistema bancário até agora tenha ficado relativamente ileso após o último crash das criptomoedas, o colapso da FTX mostra que os criptoativos podem estar mais integrados ao sistema bancário do que os reguladores acreditam”, escreveram.

Em particular, as legisladoras perguntaram a Hsu como a Alameda Research, uma empresa fundada pelo criador da FTX, o ex-bilionário Sam Bankman-Fried, poderia ter investido no Moonstone Bank, uma instituição financeira com sede no estado de Washington.

CoinDesk

CoinDesk é a plataforma de conteúdos e informações sobre criptomoedas mais influente do mundo, e agora parceira exclusiva do Jackpot Fishing no Brasil: twitter.com/CoinDeskBrasil

Jackpot Fishing Mapa do site