Jackpot Fishing

Jackpot Fishing - Itaú (ITUB4) recebe autorização para elevar fatia no Itaú Chile, Pátria vende R$ 591,7 mi em ações da Smart Fit (SMFT3) e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta terça-feira (30)

Felipe Moreira

(Divulgação)

Publicidade

O radar corporativo desta terça-feira (30) traz o Itaú Unibanco (ITUB4), que recebeu a última autorização regulatória pendente para aumentar sua participação no Banco Itaú Chile, anteriormente denominado Itaú Corpbanca.

O Pátria Investimentos vendeu 32.602.252 ações de emissão da Smart Fit (SMFT3), ao preço por ação de R$ 18,15, levantando cerca de R$ 591,7 milhões, no âmbito da oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias de emissão da companhia.

A Copel (CPLE6)  contratou bancos para estruturar potencial privatização.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Dólar, Juros e Bolsa Ao Vivo

A Ferbasa (FESA4) realizará o pagamento de Juros sobre Capital Próprio no valor total de R$ 72,8 milhões, programado para creditamento em 22 de junho.

Confira mais destaques:

Continua depois da publicidade

Itaú (ITUB4)

O Itaú Unibanco (ITUB4) recebeu em 26 de maio de 2023 a última autorização regulatória pendente para aumentar sua participação no Banco Itaú Chile (anteriormente denominado Itaú Corpbanca) e, portanto, seguirá com a oferta pública voluntária planejada para a aquisição de até a totalidade das ações de emissão do Itaú Chile em circulação, incluindo aquelas na forma de American Depositary Shares (ADSs).

A oferta pública está prevista para começar em 6 de junho de 2023, concomitantemente (i) no Chile, para todos os acionistas do Itaú Chile; e (ii) nos Estados Unidos da América, para todos os detentores de ADSs e os investidores norte-americanos que detenham Ações.

O Itaú Unibanco pretende anunciar publicamente a oferta pública em dois jornais de circulação nacional chilena no dia 05 de junho de 2023, um dia antes do início da oferta pública, data a partir da qual será aberto o prazo para recebimento de intenções de adesão.

O valor a ser ofertado por Ação no contexto da oferta pública será de CLP 8.500,00, o que, em relação ao montante mencionado no Fato Relevante da Companhia de 02 de março de 2023, reflete essencialmente o ajuste devido (i) ao pagamento de dividendos pelo Itaú Chile em 25 de abril de 2023, conforme aprovado na Assembleia Geral de Acionistas de 20 de abril, de 2023, e divulgado ao mercado no mesmo dia e (ii) ao grupamento de Ações do Itaú Chile, que passou a vigorar a partir de 26 de maio de 2023, na proporção de 4.500:1, e, como resultado, cada lote de 4.500 ações foi agrupado em uma única ação.

Smart Fit (SMFT3)

A Smart Fit informou que o Pátria Investimento vendeu 32.602.252 ações de emissão da rede de academias, ao preço por ação de R$ 18,15, levantando cerca de R$ 591,73 milhões, no âmbito da oferta pública de distribuição secundária de ações ordinárias de emissão da companhia. O preço por ação representa um desconto de 1,47% em relação à cotação da véspera, quando os ativos fecharam a R$ 18,42.

Após a data de liquidação, que ocorrerá em 1º de junho de 2023, o Pátria passará a deter 32,72% do capital social da companhia, ante a fatia anterior de cerca de 38,70%.

Marcopolo (POMO4)

A Marcopolo (POMO4) comunicou que vai submeter à deliberação de seus acionistas proposta de incorporação da controlada Ciferal Indústria de Ônibus.

Segundo a Marcopolo, a incorporação possibilitará o aproveitamento das sinergias entre as operações, com ganhos de eficiência e racionalização de custos operacionais, logísticos e administrativos, bem como otimizará a gestão da companhia.

A Marcopolo estima em aproximadamente R$ 1 milhão os custos associados à operação e não vislumbra riscos representativos.

Eletrobras (ELET3;ELET6)

O Conselho de Administração da Eletrobras elegeu o Sr. Juliano de Carvalho Dantas como Vice-Presidente de Inovação, P&D, Digital e TI da Eletrobras.

Ferbasa (FESA4)

A Ferbasa (FESA4) informou que realizará o pagamento de Juros sobre Capital Próprio no valor total de R$ 72,8 milhões, programado para creditamento em 22 de junho.

Os valores brutos totais a serem creditados e pagos a título de Juros sobre Capital Próprio serão, respectivamente, de R$ 0,80241851527 para cada ação ordinária e de R$ 0,88266036679 para cada ação preferencial.

Os pagamentos terão como base as posições acionárias existentes no fechamento do pregão da Bolsa de Valores de São Paulo, do dia 07 de junho.

As ações da companhia serão negociadas “ex-direitos” no dia 09 de junho de 2023.

Copel (CPLE6)

A Copel (CPLE6) contratou sindicato de instituições financeiras com objetivo de estruturar potencial oferta pública de distribuição primária e/ou secundária de ações ordinárias de emissão da companhia, no âmbito do processo de transformação da companhia em sociedade com capital disperso e sem acionista controlador.

O sindicato será formado pelo Banco BTG Pactual, o Itaú BBA, o Bradesco BBI, o Morgan Stanley e o UBS.

A elétrica ressalta que, até o momento, o Estado do Paraná e a companhia não definiram se potencial oferta será efetivamente realizada ou mesmo seus termos e condições e, portanto, nesta data, não está sendo realizada qualquer oferta pública de distribuição de valores mobiliários no Brasil, nos Estados Unidos da América ou em qualquer outra jurisdição.

Arezzo (ARZZ3)

Em Assembleia Geral Extraordinária da Arrezo (ARZZ3) realizada na segunda, foi aprovada, dentre outras matérias, a incorporação de ações de emissão da Calçados Vicenza S.A. pela companhia.

Com a implementação da Incorporação de ações, o capital social da companhia será aumentado no montante de R$ 66,5 milhões, mediante a emissão de 803.129 novas ações ordinárias, a serem subscritas por conta e ordem dos acionistas da Vicenza e integralizadas por meio das ações da Vicenza incorporadas.

Grazziotin (CGRA4)

O Conselho de Administração da Grazziotin aprovou o aumento do capital social da companhia, dentro do limite do capital autorizado, no valor mínimo, de R$ 10.000.002,79 e, no valor máximo de R$ 20 milhões, mediante a emissão para subscrição privada de, no mínimo, 139.738 ações ordinárias e 211.059 ações preferenciais, e no máximo 279.476 ações ordinárias e 422.118 ações  preferenciais.

O aumento de capital ocorrerá mediante subscrição privada de novas ações ordinárias, ao preço de emissão por ação de R$ 29,77 por cada ação ordinária e 27,67 por cada ação preferencial, com base na média das cotações de fechamento das ações de emissão da companhia ponderada pelo volume de ações negociadas na B3 S.A. – Brasil, Bolsa, Balcão (B3), considerando 90 pregões em dias úteis, entre os dias 26 de outubro e 31 de março, sem aplicação de ágio ou deságio.

Farão jus a subscrição os acionistas que possuírem ações em 02 de junho de 2023, sendo que a partir do dia 05 de junho de 2023, as ações passarão a ser negociada “ex” direitos de subscrição.

JBS (JBSS3)

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) adiou nesta segunda-feira (29) o julgamento de três processos contra os irmãos Joesley e Wesley Batista, da família controladora da JBS(JBSS3), por suposta manipulação de mercado em função do acordo de delação premiada feita pelos executivos, no âmbito da Operação Lava Jato.

A dupla já obteve maioria para a absolvição das acusações. Apesar do placar favorável aos executivo e uma possível multa de R$ 500 mil à J&F, a diretora Flávia Perlingeiro pediu vistas nos três processos do dia e deverá apresentar seu voto em até 60 dias.

No primeiro processo, os irmãos Batista e a holding J&F eram acusados de insider trading com papéis da JBS. O motivo recorre a 17 de maio de 2017, quando o colunista Lauro Jardim divulgou que Joesley teria delatado o então presidente Michel Temer (MDB). O dia seguinte ficou conhecido na Bolsa como “Joesley Day”, marcado pela maior queda do Ibovespa desde a crise de 2008 e a maior alta do dólar em 14 anos. Por conta da acusação, os empresários ficaram presos por seis meses entre 2017 e 2018.

Jackpot Fishing Mapa do site