Jackpot Fishing

Jackpot Fishing - Suzano (SUZB3) conclui recompra de ações, Jalles Machado (JALL3) divulga projeções e BNDESPar pede que Copel (CPLE6) altere pauta da AGE

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta segunda-feira (10)

Felipe Moreira

Fachada da Suzano em Três Lagoas (Foto: Divulgação)

Publicidade

O radar corporativo desta segunda-feira (10) traz a conclusão do programa de recompra de ações da Suzano (SUZB3).

A Jalles Machado (JALL3) espera processar 9 milhões de toneladas de cana na safra 2026/27.

A BNDESPar, por sua vez, pediu que Copel (CPLE6) retire itens da pauta da Assembleia Geral.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Hidrovias do Brasil (HBSA3) protocolou pedido de registro de oferta pública de distribuição secundária de, inicialmente, 100 milhões ações ordinárias de emissão da companhia e de titularidade dos fundos de investimento do Pátria e Sommerville Investments B.V.

Confira mais destaques:

Suzano (SUZB3)

A Suzano (SUZB3) concluiu o programa de recompra de ações da companhia iniciado em 30 de janeiro de 2023, aprovado em reunião do Conselho de Administração, conforme fato relevante divulgado em 27 de outubro de 2022. Foram adquiridas 20 milhões de ações em pregão regular de bolsa de valores, ao preço médio de R$ 44,02 por ação, perfazendo R$ 880 milhões.

Continua depois da publicidade

Após o encerramento do Programa Outubro/2022, a companhia possui em tesouraria o montante de 34.765.600 de ações ordinárias.

Jalles Machado (JALL3)

A Jalles Machado espera processar 9 milhões de toneladas de cana de açúcar no ano-safra que começará em abril de 2026 e terminará em março de 2027, segundo dados enviados pela companhia à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) na última sexta-feira (7).

O volume é 76,7% maior que o observado no ano-safra 2022/2023, de 5,093 milhões de toneladas, e 23,3% superior ao projetado para o ano-safra 2023/2024, de 7,302 milhões de toneladas. A empresa ainda não publicou projeções para os anos-safra 2024/2025 e 2025/2026.

Na unidade Jalles Machado, a previsão de produtividade medida em toneladas de cana por hectare (TCH) é de 94,7. Na unidade industrial Otávio Lage, a projeção é de 99,1, e para a de Santa Vitória, a expectativa é de um índice de 78,0.

Copel (CPLE6)

A Copel Informou que o BNDESPAR, acionista relevante da companhia, pediu a retirada dos itens da ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária a ser realizada nesta segunda-feira (10) relativos à eventual conversão de ações preferenciais em ordinárias e migração da Companhia para o segmento especial de listagem da B3 denominado Novo Mercado.

Em atenção à correspondência do BNDESPAR, considerando que eventual retirada dos Itens do Novo Mercado da pauta não interfere nas demais ordens do dia, especialmente na proposta de transformação da Copel em companhia de capital disperso e sem acionista controlador (Transformação em Corporação), a Companhia esclarece que a AGE, quando instalada, deliberará sobre a retirada dos Itens do Novo Mercado da ordem do dia.

Aegea

A Aegea Saneamento comunicou que, na sexta-feira (7), foi concluída a assinatura do Contrato de Compra e Venda de Ações da Companhia Riograndense de Saneamento (CORSAN), pelo valor de R$ 4.151.508.819,45.

A Aquisição foi efetivada pela Saneamento Consultoria e Parsan, nas quais a Aegea detém participação de 75% e 50%, respectivamente, do capital social votante. Os recursos necessários para a aquisição da CORSAN foram provenientes de aportes de capital realizados pela Aegea e por fundos de investimentos geridos por Perfin Infra Administração de Recursos Ltda., Kinea Investimentos Ltda. e Kinea Private Equity Investimentos S.A. nas empresas Sanco e Parsan e de recursos relativos à emissão de debêntures realizada pela Parsan.

Paranapanema (PMAM3)

A Paranapanema comunicou que, na segunda-feira (7), apresentou, perante o juízo da 1ª Vara Regional de Competência Empresarial e de Conflitos Relacionados à Arbitragem da 1º RAJ da cidade de São Paulo, Estado de São Paulo, nos autos do processo de nº 1001409-24.2022.8.26.0260, o Plano de Recuperação Judicial atualizado, tendo como único ponto de ajuste a alteração da forma de correção dos Credores da Classe I, passando de TR +0,5% ao ano, para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA+0,5% ao ano.

Valid (VLID3)

A Valid Soluções (VLID3) informou que Renato Tyszler deixou o cargo de diretor financeiro e de relações com investidores.

“A companhia e Renato Tyszler, de comum acordo e após as discussões e planejamentos necessários, decidiram encerrar nesta data sua atuação como diretor financeiro e de relações com investidores”, afirmou a Valid em um fato relevante.

A Valid divulgou que o processo de sucessão já está em andamento e sendo conduzido com orientação do comitê de gente&cultura.

Até a escolha de um nome, todas as atividades relacionadas à diretoria financeira e de relação com investidores serão acumuladas pelo diretor presidente com suporte da equipe do departamento financeiro.

Unipar (UNIP3,UNIP6)

A gestora americana BlackRock informou que sua participação na Unipar (UNIP3, UNIP6) passou a ser de 3.386.029 ações preferenciais, representando aproximadamente 5,011% do total de ações preferenciais emitidas pela companhia.

B3 (B3SA3)

A Delegacia de Julgamento da Receita Federal decidiu parcialmente em favor da B3 (B3SA3), em caso em que é questionada a amortização do ágio gerado na incorporação de ações da Bovespa Holding, para fins fiscais, no exercício de 2017, informou a operadora da bolsa nesta sexta-feira.

Segundo comunicado ao mercado, a autoridade determinou a exoneração parcial de R$ 167 milhões, correspondentes às multas lançadas, mantendo o valor de R$ 79 milhões, atualizado em junho deste ano.

A decisão ainda “afastou o questionamento de prejuízos fiscais no montante de R$ 782 milhões de um total de R$ 1,565 bilhão questionado orginalmente no auto de infração”, acrescentou a B3.

Hidrovias (HBSA3)

A Hidrovias do Brasil (HBSA3) protocolou, na sexta-feira (7), perante a CVM, pedido de registro de oferta pública de distribuição secundária de, inicialmente, 100 milhões ações ordinárias de emissão da companhia e de titularidade dos fundos de investimento do Pátria e Sommerville Investments B.V.

De acordo com o pedido protocolado, a quantidade de ações da oferta base poderá ser acrescida em até 30%, ou seja, até 30 milhões de ações ordinárias de emissão da companhia e de titularidade dos acionistas vendedores, a exclusivo critério dos acionistas vendedores, em comum acordo com os Coordenadores da Oferta, que serão destinadas a atender eventual excesso de demanda que venha a ser constatado no âmbito do procedimento de coleta de intenções de investimento.

Considerando preço de fechamento da ação de sexta, de R$ 3,42, o montante total da oferta seria de quase R$ 342 milhões e chegaria a R$ 444,6 milhões considerando a colocação das ações adicionais.

Para a operação, foram engajados Banco Itaú BBA, o Banco BTG Pactual, o Banco Santander e a XP Investimentos.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Jackpot Fishing Mapa do site